Primeiras Impressões

Mulher volta a sorrir e a falar com novo rosto
A primeira pessoa a passar por um transplante de rosto nos Estados Unidos foi apresentada pela primeira vez ao público ontem. Connie Culp, de 46 anos, teve parte da face destruída em 2004 por um tiro disparado pelo marido, mas uma cirurgia realizada em dezembro fez ela voltar a falar, cheirar e sorrir. "Não julguem as pessoas, porque vocês nunca sabem o que aconteceu com elas", afirmou Culp, que já foi chamada de "monstro" diversas vezes.
Fonte: gazetaonline
---------------------------------------------------------------------------------
Dedicado à Haysa e Brisa.
Sempre tentei aprender com os erros; sejam eles meus ou dos outros. Faz parte do meu processo avaliativo para me tornar uma pessoa melhor. Um exemplo bem prático é o préjulgamento de uma imagem pré-estabelecida e mal avaliada. Durante o feriado passado confesso que cometi esta falta primária de que tanto já fui alvo e que, depois de muito tempo, voltei a cometer alheiamente. Não se deve julgar pela imagem. A imagem é uma ilusão. A melhor impressão é a sentida, é a que aflora os demais sentidos e sentimentos e não fica apenas embasada visualmente. Que o diga o fotógrafo esloveno naturalizado francês Evgen Bavcar. Mesmo sendo totalmente cego, ele consegue captar a leveza da alma do fotografado e isso tende a realçar as linhas que trazem a beleza da obra. Preciso aprender a captar a leveza da alma da pessoa. Tornar-me uma pessoa melhor. Tocar as pessoas com palavras que sejam significantes para que elas deem um significado positivo e assim tormar a minha presença agradável e, até mesmo, essencial para elas.

Por mais bucólico que possa parecer, talvez eu fizesse diferente se acontecesse denovo. Mas não. Já vivi isso. Com o erro, aprendi e guardarei o rascuho para não cair no esquecimento. Certamente tenho outras lições para assistir; Outrossim tenho muito pra viver; No entanto, nada irá mudar se eu não aprender a enxergar o sol da manhã por meio do sorriso das pessoas através das janelas da minha alma.


Foto: Evgen Bavcar, fotógrafo cego

3 comentários:

HaySa disse...

valeu a pena esperar; repito, você escreve muito, muito bem. adorei.
ah, brigada pela dedicatória, fico honrada :] haha

Míope sem óculos disse...

!

Maycon Souza disse...

WOW!!

Qndo aprender me ensine!!
Faxavor!

Postar um comentário